5 Forças de Porter no Case Coca-Cola

Caro leitor, as 5 Forças de Porter (leia mais..) é um conjunto de perguntas peculiares à empresa que precisa ter um posicionamento real sobre si no mercado e o que é esperado, podendo ou não atacar tais pontos ou absorvendo-os como risco. A análise do case da empresa Coca-Cola Company, fora ser um trabalho de academico é um exemplo de como utilizar tais técnicas na sua empresa, é sair um da teoria e submergir à prática, espero que aproveite a publicação.

AMEAÇA DE NOVOS ENTRANTES

Sob o ponto de vista dos novos entrantes, qual a força da Coca-Cola Companysobre as demais.

Nova identidade para as garrafas de Coca-Cola lançada no ano de 1916, diferenciando o produto das inúmeras falsificações que surgiram no início do século. Fonte: Wikipedia.

Custo de mudança: Alto custo de mudança ao novo entrante, caso haja interesse a se equiparar a empresa analisada;

Exigências de capital: Alta exigência de capital para ingressar no negócio, caso o concorrente procure pela mesma fatia do mercado que hoje domina a Coca-Cola. Empresas que desenvolvem produtos com escala regional pode ter mais influencia. É o caso dos refrigerantes Tubaína, pertencente à empresa Ferráspari (desde 1932 em Jundiaí) ou a Dolly Guaraná, pertencente à empresa Dolly (desde 1987 em São Paulo);

Curvas de aprendizagem: Curva de aprendizagem média pois um concorrente pode criar um refrigerante similar e assim como a Coca-Cola Company com pouco capital, apenas fortificar o seu marketing, uma vez que a fórmula é a mesma desde 1886, fundação da empresa (leia mais..)

Acesso a insumos necessários: Focando no principal produto, o acesso a insumos até onde conhecemos do produto Coca-Cola (leia mais..) não são difíceis de serem conseguidos, são produtos simples para uma preparação complexa, no entanto, esta não seria uma barreira para a criação do produto para um possível entrante;

Política governamental: As determinações a serem seguidas são apenas as regulamentações necessárias para venda de qualquer produto alimentício, o que não se expõe como uma barreira de entrada;

Economia de escala: Não se aplica necessariamente, pois o produto que fora criado com determinada economia da empresa, pode ser criada em maior ou menor escala, ou seja, não é um produto evolutivo neste aspécto;

Retaliação esperada: Não se aplica no modo literal, contudo, indiretamente a empresa Dolly registrou uma retaliação como barreira de sua entrada em virtude de calúnias criadas pela diretoria da Coca-Cola Company do Brasil na época do ocorrido devido a não realizar a venda da empresa.

PODER DE BARGANHA DOS FORNECEDORES

Qual a força da empresa, mediante aos seus fornecedores.

Diferenciação de insumos: Não se aplica, uma vez que o insumo usado pela Coca-Cola Company, até onde conhecemos, são ingredientes especificos, contudo não incomuns, isso se aplica a sucos, refrigerantes e chás;

Custos de mudança dos fornecedores e das empresas na indústria: Neste caso, a empresa tem mais poder sobre o fornecedor devido ao seu tamanho do que ao contrário. Outro motivo forte para isto é a Diferenciação de insumosque não trata de insumos exclusivos;

Presença de insumos substitutos: Poder para a empresa, uma vez que a substituição do insumo de um fornecedor, embora demande tempo e dinheiro, não é tão traumático para empresa do que para o forncedor;

Concentração de fornecedores: Os fornecedores são descentralizados, estimasse que apenas para a produção do suco Del Valle hajam mais de 31 fornecedores só no Brasil, cujos processos industriais são seguidos de perto.

Importância do volume para o fornecedor: Neste caso, não há estratégia que previna qualquer mega-empresa como esta de ser refém do seu volume com o fornecedor, mesmo que através de cláusulas contratuais que prevejam multa para fornecedores que não cumpram com seu papel/ prazo. Portanto definimos que este é um ponto para o poder do fornecedor;

Custos relativos a compras totais na indústria: Neste caso, a Coca-Cola Company, tem o poder da solicitação em grandes quantidades aos seus fornecedores e com certeza, dos clientes destes fornecedores, a Coca-Colabem como alguns outros produtos desta, representa grande parcela da venda de seus produtos;

Impacto nos insumos sobre o custo ou diferenciação: O preço dos insumos no produto final é repassado diretamente para o cliente e como não sofrem alterações devido às proporções exatas serem adequadamente especificadas para a produção (leia mais..) o impacto não é grande para custo ou diferenciação;

Ameaça de integração: Devido aos insumos trabalhados, esta ameaça não se aplica.

RIVALIDADE COM CONCORRENTES

Qual seus trunfos como empresa, mediante à concorrência.

Custos fixos: Os produtos da Coca-Cola Company, seja o refrigente, sucos ou demais produtos seguem a linha da precificação com custo fixo (exceto lançamentos) isso ocorre quase por necessidade devido a globalização. Fora isso, existe uma política desde sua fundação para enrigecer esse valor, veja mais..

Excesso de capacidade crônica: Embora não hajam dados reias que possam servir de embasamento para esta análise, supõe-se que haja incentivo fiscal para o caso Coca-Cola Company (vide barreiras de entrada) em função da geração de empregos e estabilidade da empresa. Uma empresa numa mesma situação, cujo a marca (falado nesta seção) que não tem o mesmo impacto, com certeza teria problemas para armazenagem e legalidade deste transporte que seria muito caro. Nesta situação é onde nós percebemos onde o marketing e a administração mais uma vez se entrelaçam, pois um marketing bem feito é diretamente relacionado a como será um negociação.

Diferença de produtos: Neste quesito a Coca-Cola Company mantém uma conduta de qualidade forte onde todos os produtos, seja qual for sempre tem o mesmo resultado, o processo não é artesanal, mecanizado e em grande escala, ou seja, torna-se um forte neste ponto para a empresa.

Identidade de marca: A identidade com certeza é seu maior poder de rivalidade em relação aos seus concorrentes, estima-se que seja uma das marcas mais bem posicionadas no mundo, isso porque houve um investimento focado, aproveitando fases, desde a divulgação de um “Papai Noel vermelho” (leia mais..) até um produto voltado para a preocupação do século XXI, Coca-Cola Zero (leia mais..) para atrair o público, fortificando a marca com “momentos-chave” de marketing;

Custos de mudança: Devido a um produto de baixo custo e uma ampla difusão, os custos de mudança são altos para a empresa, contudo seus concorrentes diretos não são tão econômicos quanto a Coca-Cola Company se fôssemos definir uma escala por igual, portanto trabalhamos com a idéia que este é um fator determinante de nível médio para com os concorrentes;

Concentração e equilíbrio: Grande força neste quesito, devido a globalização das suas empresas e o tempo no mercado, a Coca-Cola Company entende o mercado mundial e suas variações.

Complexidade informacional: Contra os seus principais concorrentes este, quanto a fornecedores, não é necessariamente uma barreira de rivalidade com os concorrentes;

Diversidade de concorrentes: Grande força neste ponto, pois embora hajam vários fabricantes de bebidas não-alcoólicas, estes não consomem, até a presente data, metade do mercado mundial de bebidas (informação não-oficial);

Interesses empresariais: Não existem interesses ou forças maiores que trabalhem contra a evidência da da empresa, uma vez que hoje, sua posição é consolidada. À algumas décadas, em países subdesenvolvidos esta força poderia ser explorada;

Barreiras de saída: Mesmo a saída da desta empresa sendo algo longe tanto dos consumidores quanto dos seus executivos, esta barreira, caso fosse necessário sair do mercado havia um grande impacto uma vez que ela esta enraizada em milhares de locais em vários países, a saída não seria fácil;

Custos fixos de saída: Complementando o item anterior, não existe custo fixo para o fechamento desta empresa, de acordo com o know-how deste autor, poucas ou talvez “umas” (apenas para não ser generalista) não trabalha com as finanças da empresa focando uma possível declaração de falencia ou proposta de mudança de ramo uma vez que o core business está trazendo frutos suficientes para mantê-la.

AMEAÇA DE SUBSTITUIÇÃO DE PRODUTOS

Sob o ponto de vista de substituição de produtos, como a empresa se posiciona.

Desempenho do preço relativo dos substitutos: Um ponto-fraco de qualquer grande empresa a não ser que tenha estratégias atípicas pois é complexo a mudança do valor variante de um determinado produto substituto;

Custos de mudança: Ponto-fraco, sem demais detalhes;

Propensão do comprador a substituir: Os produtos secundários da Coca-Cola Company podem ser facilmente substituídos, como sucos Dell Vale e refrigentes como Sprite eFanta, contudo seu produto principal, a homônimo da empresa, a Coca-Cola tem clientes fidelizados como entusistas de partidos políticos, com uma difícil propensão a mudar.

PODER DE BARGANHA DOS CLIENTES

Qual a força de barganha que os clientes tem sob a e empresa.

Concentração de compradores/ volume de compradores: Grande volume de compradores, um ponto-forte da estratégia de marketing evolutiva da Coca-Cola Company;

Representação sobre os custos dos compradores: Um custo pequeno, normalmente em torno de R$2,00 é um produto barato e acessível para as mais diversas classes sociais;

Produtos padronizados ou não diferenciados: O produto é altamente padronizado com regras rígidas químicas para atender a expectativa dos consumidores;

Custo de mudança: Coca-Cola Company tem cada vez mais se reinventando, planejando as mudanças propostas pelo seu departamento de marketing. Embora o custo seja alto, está previsto no orçamento da empresa;

Informação dos compradores: Não se aplica, pois idependente da informação que o cliente tem, este não influencia para a compra das bebidas fabricadas pela empresa;

Lucros dos compradores: Não se aplica, pois o produto não prevê lucro ao cliente final. Poderíamos pensar na revenda, mas neste caso, a revenda tem mais interesse em vender o produto do que a empresa em colocá-la em um determinado local, mais um vez devido aos compradores finais.

Todo o conteúdo aqui pesquisado é fruto de pesquisa individual, cujas as fontes foram escolhidas de acordo com a incidência de mesmo assunto e maior detalhamento. O propósito deste trabalho é puramente academico, sem interesses comerciais, de livre distribuição, desde que mantenha-se o nome do autor e fonte.



WhatsApp chat